.Filosofias e Terapias.

Abrindo as janelas do meu peito...

10:24

Tá certo dizer?!

Postado por Pedro Martinez |

Tá bom, vamo lá. "A felicidade encontra-se em você, e só em você"; "Ser feliz é questão de escolha...basta ser", "A força está no coração de todo mundo...no nosso fundo"...essas são apenas uma das coisas que devemos dizer a quem está depressivo.

Parece ser o certo e o mais sensato a se dizer...MAS NÃO É.

A primeira batalha contra a depressão é a de admiti-la. Quando você começa a ficar diferente as pessoas percebem e aí você se esconde; aquilo parece te envergonhar. A sua alegria era sempre a mais contagiante e dava um gás pra todo mundo ao seu redor.

Mas ás vezes essa alegria finda, e aí a batalha começa.

Você começa a fingir e esperar...afinal "o tempo vai curar", "seus pensamentos hão de se endireitar", "apoio você tem o meu, se precisar", "pensa bem e isso vai passar". Ouvindo isso a gente guarda ainda mais nossa depressão, e aí sair desse armário é mais terrível.

Pedir ajuda é ser forte mas aí o resultado é inverso para os que estão "normais. Inicia-se asssim uma egrégora positiva mas que não incluí você...aí a ansiedade aumenta. A egrégora precisa de você agindo mas acha-se melhor ficar pensando, então você se sente pressionado a agir rapidamente. "É melhor dar um espaço" mas o silencio trás mais indagações, e não é isso que vai fazer resultado, pelo contrário. Por isso quem admite é um super herói.

O resto do mundo vai reagir com espanto e vai fugir; e você vai achar estranho. Eu sei, eu entendo, quando se está feliz só se quer estar feliz. Quem não tiver terá de se adequar.

Mas será que levar a alegria não é mais benéfico?

Pensar é bom, mas funciona igual a um antibiótico: atinge o que tá ruim mas também atinge o que está bom. Não tem meio-termo. Ao pensar teremos vários focos mas para melhorar a gente precisa de um deles: o melhor.

Ás vezes um segundo olhar pode levar o foco necessário que alguém precisa de um jeito menos doloroso.

Não contribuia com silêncio esse silencio alheio...entregue PESSOALMENTE a sua sonoridade e o seu barulho.

Isso sim carrega um foco muito melhor.

Quem está encarando a depressão é encorojado a assumí-la para facilitar o tratamento. Então, acredito, que nosso papel é doar o nosso tratamento levando movimentação...MOVIMENTAÇÃO. Como uma espécie de prêmio que dirá: "Orgulha-me ver a sua coragem de adimitir, por isso vamos lá reagir AGORA".

Repito: Não contribuia com silêncio esse silêncio alheio...PESSOALMENTE entregue a sua sonoridade e o seu barulho.

0 comentários:

Subscribe